(47) 3520-6604 cerumar@cerumar.com.brÁrea Restrita

Cachaça de Paraty ganha Selo de Indicação Geográfica

Paraty
A cachaça de Paraty recebeu do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) a Indicação Geográfica (IG) de produto gastronômico brasileiro, o que garante ao produto o Selo de Indicação de Procedência.
Além da cachaça, outros oito produtos também receberam o selo: o café da Região do Cerrado Mineiro; os vinhos do Vale dos Vinhedos (RS); a carne bovina e seus derivados do Pampa Gaúcho da Campanha Meridional (RS); as uvas de mesa e a manga do Vale do Sub médio São Francisco; os vinhos de Pinto Bandeira (RS); o couro acabado do Vale dos Sinos (RS) e o arroz do litoral norte gaúcho. Este último foi o primeiro produto brasileiro a obter a Denominação de Origem (DO); os demais estão com o selo de Indicação de Procedência (IP), que fica um grau abaixo.
O selo foi de suma importância para o setor da Agroindústria da cachaça no estado do Rio de Janeiro e para o Brasil. O Certificado de Indicação Geográfica de Procedência “Paraty” para a cachaça é de propriedade da APACAP (Associação dos Produtores e Amigos da Cachaça Artesanal de Paraty) e foi consequência de um longo trabalho que envolveu a associação, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o SEBRAE/RJ, a UFRRJ, a Emater, a Embrapa, o Instituto Nacional de Tecnologia (INT), a Fundação Bio-Rio e o INPI.
Algumas vantagens podem ser vistas com o registro, como a fidelidade do consumidor que, sob a etiqueta da indicação geográfica, sabe que vai encontrar um produto diferenciado e com características regionais.
A conquista do selo também melhora a comercialização dos produtos, facilitando o acesso aos mercados através da propriedade coletiva, conferindo assim maior competitividade no mercado internacional, uma vez que as indicações geográficas projetam imagem associada à qualidade e tipificação do produto, promovendo garantia institucional da qualidade, reputação e identidade do produto.
Paraty comercializa cerca de 400 mil litros de cachaça por ano, sendo que10% desse total contém o selo. As bebidas que estão inclusas no critério de qualidade são vendidas por um preço mais caro, algo em torno de 20% a mais do que as bebidas sem o registro. Osmar da Silva Barros, dono de um alambique na cidade, acredita que, com o selo, a tendência é de que os produtores tenham um lucro aceitável e a cidade tenha uma visibilidade maior. – Com a indicação geográfica, nós que vivemos da cachaça e temos o certificado estamos ainda mais confiantes na evolução do produto. Esperamos que as pessoas possam vir aqui para comprarem nossas cachaças – diz. Para ajudar os empreendedores a profissionalizar seus negócios, o Sebrae recebeu até meados de julho inscrições para a Encomenda de Projetos de Apoio à Gestão das Indicações Geográficas Registradas e Depositadas. A iniciativa tem como objetivo selecionar para apoio financeiro do Sebrae projetos de melhoria da gestão das regiões. O valor máximo a ser repassado pelo Sebrae é de R$ 200 mil por projeto.O recurso deve ser utilizado para melhorar a gestão do negócio.
Eventos esportivos
Com a proximidade da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016, o selo pode ajudar a abrir oportunidades para explorar novos pontos turísticos. Com essa perspectiva, os produtores da cachaça fabricada em Paraty devem trabalhar para atrair os viajantes.
– Estamos montando o roteiro da cachaça para atrair turistas que vêm para a Copa. Queremos estar bem estruturados para explorar o turismo rural da região – afirma o presidente da Apacap, Eduardo Calegário Mello.
De acordo com o pai de Calegário, Eduardo José Mello, que também é produtor de cachaça, as vendas já sofreram um aumento significativo e com o selo, o marketing da cidade cresceu muito também. -O selo está nos ajudando demais, trás uma boa visão para nós. Acredito que, com a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas sendo disputada no Brasil, nossa cachaça vai ter uma boa venda. Afinal, fomos os primeiros no país a receber o selo – afirma.

Brasília, 18 de setembro de 2010
Diário do Vale/RJ
INPI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


dois + 2 =