(47) 3520-6604 cerumar@cerumar.com.brÁrea Restrita

Campanha contra a pirataria audiovisual

O Ministério da Justiça e a Agência Nacional do Cinema (Ancine) lançaram ontem quatro filmetes para a campanha nacional contra produtos audiovisuais falsificados. O anúncio, que contou com a presença do ministro Luiz Paulo Barreto, foi feito na véspera do Dia Nacional de Combate à Pirataria e busca ampliar as ações de conscientização do público que gosta de cinema e costuma comprar filmes não originais. Os filmetes serão exibidos nas cerca de 2.200 salas de cinema brasileiras e nos DVDs associados à União Brasileira de Vídeo(UBV). Em seu discurso no evento realizado ontem na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, o ministro da Justiça disse que o “enxugamento” do número de salas de exibição no país dá margem à atuação da indústria pirata. Para atacar o problema, Barreto defendeu ampliar o alcance dos filmes na sociedade.
Pesquisa da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), divulgada terça- feira, mostra que aumentou o total de pessoas que compram produtos não originais. O estudo revela que mais de 70 milhões de brasileiros adquirem obras piratas.

Brasília, 03 de dezembro de 2010
Aqui BH/MG
Conselho de Combate à Pirataria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


quatro + = 9