(47) 3520-6604 cerumar@cerumar.com.brÁrea Restrita

Em Jacareí, família já vê grana do parabéns a você

Em Jacareí, a 70 quilômetros da capital paulista, quando é aniversário (como em toda família brasileira), todo o clã Homem de Mello canta em coro o Parabéns a Você. Menos uma pessoa: a comerciante Eliana, de 51 anos, fica calada. Diz que se cala porque a canção a emociona demais.
“Sinto muita saudade da minha avó. Não tem como separar a música das lembranças que tenho dela”, explica. Foi a avó quem a ensinou que é errado dizer “Muitas Felicidades”, porque “a felicidade é uma só” (o correto é “Muita Felicidade”). Também não se diz “Parabéns para Você”, o certo é “Parabéns a Você”, repetia a avó. E por que essa nona, Bertha, era tão ciosa?
Porque foi a própria dona Bertha Celeste Homem de Mello, avó de Eliana, quem escreveu a letra da canção, em 1942. “Sempre que digo isso a alguém, pensam que é piada”, diverte-se Alex Homem de Mello Moreira, de 21 anos, bisneto de Bertha.
“Piada” seria se a família não recebesse nada pela canção mais executada nos buffets, clubes e salões de festas de todo o País. E foi o que aconteceu durante quase 70 anos. Só em janeiro é que a família começou a receber direitos autorais pela música (os valores não foram divulgados). A professora Bertha teve uma única filha, Lorice, ainda viva, mãe de Eliana, também filha única.
A história do Parabéns a Você começa nos Estados Unidos, em 1875. Duas professoras da cidade de Louisville, no Estado de Kentucky, as irmãs Mildred Patricia Smith Hill, criaram uma melodia para os alunos cantarem pela manhã, Good Morning To All (Bom dia para todos), cujo título era também a letra inteira, repetida quatro vezes em tons levemente diferentes.
Em 1933, uma peça na Broadway usou a melodia como tema de uma peça. Ainda na década de 30, a canção chegou ao Brasil. Foi cantada em inglês até os anos 40. O cantor Almirante, que apresentava na Rádio Tupi do Rio um programa de música brasileira, resolveu, por ser nacionalista extremado, promover um concurso para escolher uma letra em português. Uma das cartas era de Dona Bertha (usando o pseudônimo Léa Magalhães), que escreveu os versos em apenas 5 minutos. Pela façanha, sua família tem direito a receber 8,3% do faturamento da música no País por toda a eternidade.
O Ecad, na rubrica Casa de Festas, distribuiu R$ 1.334.763,94 este ano, beneficiando 5.535 artistas. Parabéns a Você é a primeira canção da lista. No dia 28 de janeiro, data do aniversário de André, marido de Eliana, a canção volta a invadir a casa da família Homem de Mello em Jacareí. Uma pessoa, no entanto, não vai querer cantar.

Brasília, 10 de dezembro de 2010
O Estado de S. Paulo/BR
Diretos Autorais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


oito − = 6