(47) 3520-6604 cerumar@cerumar.com.brÁrea Restrita

Marcas usam resgate de mineiros para se promover

Por 69 dias, 33 trabalhadores ficaram presos dentro de uma mina no Chile. A história foi amplamente divulgada e gerou furor nos veículos de comunicação do mundo todo, que vieram à América Latina para cobrir o caso. Esse cenário de filme dramático abriu brecha para marcas aproveitarem a oportunidade para se divulgar. E foi exatamente isso que elas fizeram.
NASA, Apple e Oakley se envolveram fortemente com o resgate, sendo que a última chegou a divulgar um release (texto institucional) sobre o produto disponibilizado para ajudar no “acontecimento”. A marca concedeu óculos do modelo Radar a cada um dos mineiros para que eles não tivessem problemas de sensibilidade ao chegar à superfície. “A Oakley está honrada em ter dado assistência às autoridades chilenas na operação de resgate”, afirma Carlos Reyes, vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento da empresa.
Já a NASA forneceu um alimento com alto teor calórico líquido para evitar que os mineiros tivessem problemas por todo o tempo que passaram presos. A Apple, por sua vez, doou iPods para entretê-los depois que saíssem do buraco.
Mais uma série de outros produtos será doada às famílias dos trabalhadores, como peças de vestuário, lingeries sensuais, vinho, brinquedos e até mesmo roupas infantis de Halloween.

As informações são da Associated Press
Redação Adnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


+ oito = 15