(47) 3520-6604 cerumar@cerumar.com.brÁrea Restrita

Política industrial aposta na inovação

BRASÍLIA – Na nova política industrial que será divulgada pela presidente Dilma Rousseff, a inovação tecnológica terá uma força nunca vista antes, com benefícios fiscais ao que os técnicos já chamam, informalmente, de “economia verde e criativa”. Uma das medidas em discussão é a criação de incentivos mais robustos a parques tecnológicos e incubadoras de empresas com base tecnológica. Investimentos em energia eólica e solar, bem como em carros movidos a etanol e energia elétrica, estão também entre os prováveis contemplados. Os trabalhos são coordenados pelo ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. A equipe que está elaborando o
pacote de ações inclui os ministérios da Fazenda, do Desenvolvimento e de Ciência e Tecnologia. A determinação de Dilma é para que a inovação se torne prioridade para que o Brasil ganhe mais competitividade frente aos chineses.
Os técnicos trabalham em um amplo conjunto de medidas para desonerar investimentos e setores afetados pela valorização do real ante o dólar, assim como na elaboração de uma nova versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para Tecnologia da Informação.
Segundo explicou ao GLOBO o novo ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, não há mais como competir em um mundo que diferencia os bons dos regulares pela inovação.
– Empresas que mais inovam são as que estão expostas à competitividade global. Se o Brasil quiser continuar tendo um ritmo acelerado de crescimento, e um crescimento de qualidade, não pode se acomodar como país exportador de matérias-primas, gás e petróleo – afirmou.

Brasília, 07 de janeiro de 2011
Globo.com – Rio de Janeiro/RJ
Inovação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


1 × = oito